terça-feira, 31 de dezembro de 2013





Os olhos que admiram
Veem mais belezas
Sentem o que outros olhos não sentem



domingo, 29 de dezembro de 2013







Saudade
Retalhos de gente
Costurados na alma








A saudade veio a galope
Trotando no coração
A alma saiu cavalgando








Tenho juízo quando é necessário 
Quando não é também
E isto às vezes é ruim



sexta-feira, 27 de dezembro de 2013




Vamos imaginar que você é um passarinho
E que no bico leva poesias
Vejo poesias florindo




quinta-feira, 26 de dezembro de 2013






Amanhece o dia para mim
Traz raios de poesias

Ensolara a alma





domingo, 22 de dezembro de 2013







A dúvida 

Ah, a dúvida
Adia que eu me presentei de você
E encha meus olhos e meus corações
Do bom de ti
Meus corações palpitam 
Na ansiedade de te ver
De te ouvir
E de sentir você passar
A dúvida adia o dia




sexta-feira, 20 de dezembro de 2013





Se eu pudesse
Me daria você de presente
Só para ver você cantar
Só para ouvir você falar
Só para ver você sorrir
Só para ver você passar











A chuva

Exacerbou minha carência

Me inundou de romantismo









Chove na madrugada

Queria fazer em você e com você

O que diz as entrelinhas dos meus escritos












Chove
Ainda chove
Chove muito
Um carinho no teu rosto
Com as mãos cheirando a lavanda
É o que eu queria
Para esquentar a noite





quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

terça-feira, 17 de dezembro de 2013







A vida é feita de mini contos e algumas poesias. 




domingo, 15 de dezembro de 2013






 Redemoinhos de pensamentos
Formam nuvens de lembrança 
No meu céu




sábado, 14 de dezembro de 2013





Te acompanho
Com o olhar de olhar nuvens. 
Com o olhar de olhar estrelas. 
Com o olhar de olhar lua. 
Com o olhar de olhar a beleza do mar. 
Te acompanho. 
De longe

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013





O equilíbrio da palavra se perde diante da emoção. 
A sensatez torna-se um fio elétrico descoberto.



quarta-feira, 11 de dezembro de 2013









Eu e o vento dançávamos a sonata da saudade






Abre a janela e entra
Assobiando ou quem sabe sorrindo
Com teus olhos dourados de sol




Voo solta em  pensamentos
Presa por um fio de sentimentos
Enroscada na emoção do vento

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013





Deixa o teu olhar
Cavalgar o vento
E ele fará a curva no horizonte




domingo, 8 de dezembro de 2013







Teus olhos trazem mil encantos
O deserto floresce









O sino toca
Sinto gosto de vinho
O coração relaxa



quarta-feira, 4 de dezembro de 2013






É dia de sol
É dia de poesia
Você retornou
Nos olhos, maresia