terça-feira, 25 de novembro de 2008

Quando alguém me inspira fico com a língua coçando para contar. Querendo enviar um e-mail e dizer apenas - foi escrito para você. Até para a pessoa saber que naquele momento ela me emocionou, me tocou a tal ponto que escrevi. Mas a cada momento uma pessoa diferente pode me inspirar e isso já me causou problemas. Não significa que esteja amando aquela pessoa. Apenas ela me tocou em algo e me fez escrever. Nunca entendi porque as palavras vão saindo de mim. Sem pedirem permissão. Vão brotando.
A todos que me fazem escrever, obrigada por me emocionarem.

25.11.08 - 1h07 - vou dormir com essa pendência.

11 comentários:

Léo Mandoki, Jr. disse...

...hum...uma segunda negação??!! sei não hein...qnd começamos a negar várias vzs que não estamos amando é pq estamos já amando...

Marrí disse...

Posso entrar?

Por vezes percebo as palavras assim, invasoras, em minha mente, insana, em meus olhos e além de meu universo... como também detalhes me fazem escrever, vindos de outras palavras que libertam meu pensar, inspiram meu pequeno mundo.

Me identifico com teus escritos, eu os recebo e entendo que também os sinto, mas não sei dizê-los... te agradeço por fazê-lo, e existir.

Luz infinita!!!
:)

»»Luh«« disse...

Paula...
Pendência é uma palavra muito forte... acho simplesmente que as apalvras fluem, saem da nossa necessidade de expressarmos o que sentimos... Felizmente, nossa vida não pára e é por isso que a cada segundo, nossas necessidades mudam... mas torço sinceramente para que essas palavras que brotam de sua alma continue nos deliciando... Adorei teu blog!!!

Beijocasss...

PreDatado disse...

Eu só escrevo versos de amor ao meu amor, mas escrevo outras coiss também para quem me inspira.

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Oi querida
Obrigada por me apresentar sua outra casa... amei tudo, desde o pôr-do-sol, passando pela Arpoador, Paraíba, mar, barcos, frestas, luz, palavras, sentimentos, inspiração...
Eu escrevo o que me vem à cabeça (ou à telha, como diria na minha terra)... se alguém me inspira, escrevo sim... e isso não quer dizer que estou sentindo um amor erótico por essa pessoa... existem tantas formas de amar... e todas valem a pena.
Obrigada pelo elogio ns foto do Gaudí... fiquei encabulada (rs)
beijocas

Cassius Vallim... disse...

Eu também gosto muito de escrever... não sei se consigo escrever poemas como vejo tantos talentos em tantos blogs por ai, mas mesmo assim gosto... e geralmente é inspirado em alguma coisa que alguém falou/fez... isso é bom, mas nem sempre agradecemos... as vezes, nem percebemos.

Parabéns pelo blog...
Inté...

Vilminha disse...

Sei o que é isso paula, mas muita gente não entende porque tudo na vida de muitos tem que ter explicação e a vida não precisa de explicação a vida é simples é feita pra viver. Já escrevi pra muitos em vários momentos, assim quando sinto que preciso escrever, as vezes travo, porque sou casada e não iam entender ou iam entender errado. As vezes tenho uma enorme vontade de dizer algo mais, mas não posso. Beijos amiga e gostei do que escreveu, sei bem o que passa.

meus instantes e momentos disse...

ainda aprendo a escrever assim, a sentir assim...

Jardineiro de Plantão disse...

Inspiração,fascínio é como escreve e como gosto de a ler, simples, deleitando no papel, lindas palavras ditas com a emoção do sentir, por mim pode enviar os emails que entender com o brotar dos seus sentidos que não lhe causo qualquer problema...kkkk

Beijoca

Paulo R Diesel disse...

Que bom que encontramos musas e "musos" por aí Paula.
Também acontece comigo as vezes.
Beijo

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Paula!

São as convenções ditando o sentir emocionado da alma. Que pena, né mesmo?.

Um abraço!!!