terça-feira, 9 de novembro de 2010

Quando eu confirmei a minha ida a Portugal ficava pensando: acho que vou enlouquecer com tantas belezas....esse pensamento se repetia espontanemante, várias vezes ao dia, dias seguidos. Um dia comecei a fotografar tampas de esgostos, de água, de gás...isso depois da série de trincos, portas, janelas, paredes grafitadas, nomes de ruas, luminárias...e pensei acho que realmente enlouqueci. E sorri. Os loucos sorriem andando sozinhos pelas ruas, os loucos sorriem quando os ditos normais param para observá-los, e ficavam observando o que eu fotografava.













Minha amiga então perguntou: em Recife não tem tampa de esgoto? Ter tem. Mais eu estava em Portugal. rsrs

16 comentários:

Antonio Carlos disse...

Olá Paula, tudo bem?
Os boeiros são as formas mais interativas entre o pisar chão do homem e a terra, tampam o que o homem não consegue esconder, pois a naturea é maior.
Abraços

José Gonçalves disse...

Olá Paula Barros,

A gente tem cada uma, né???

Andar a fotografar tampas, de esgoto, de gás, de electricidade, de tudo e mais alguma coisa!!!

Em Orense, Galiza, Norte de Espanha, num passeio de Carnaval, também andei fotografando sem sentido as tampas de saneamento.

Apeteceu-me! Achei-as diferentes, interessantes.

Manias, né?

Podia dar-nos para pior, não? rsrsrs

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)

Lídia Borges disse...

Sabe que nem ficou mal!
Originalidade é o que é!
A quem interessa uma Torre de Belém ou um Mosteiro dos Jerónimos? Seria um lugar-comum. Mas, atenção, arquitectura é uma arte e fotografia outra.

No pormenor, a arte também se esconde.

L.B.

laura disse...

Ora pois, tampas do saneamento e depois? cada um com suas manias, há quem fotografe de tudo um pouco, mas confesso que jamais me passaria pela cabeça lembrar de fotografar tampas de esgoto ehhhhhh.

beijinho da laura

rouxinol de Bernardim disse...

Excelente!
Parabéns...

mARa disse...

Linda Paula!

Teu olhar capta beleza, isso é poesia, a poesia do olhar, da alma...e tudo fica belo, em qualquer lugar, ou qualquer coisa, aos teus olhos, tornam-se arte!

Lindo!

Bjo!

(sim, Paula aquela fuga, foi uma boa fuga, tanto que ficou nos meus complexos...)

Sandra disse...

Estamos comemorando.
Você faz parte dessa Comemoração amiga.
Conquistar amigos é conquistar a esperança de de ter encontrado mais uma vida, mais um amigo.
Estou muito feliz em ter você na CURIOSA. Dois anos se passaram e os amigos só foram chegando. Tenho certeza que esta irradiação de pensamento foram se firmando aos longos desse dias, DESSE TEMPO.
A conquista de NOVOS amigos não é muito fácil. mas graças a DEUS tenho este carinho especial e A graça de conuistar as pessoas. A HUMILDADE, a Honestidade e Sinceridade é que nos aproximaram. Quando o coração é tranparente,tudo fica super fácil.
Ser verdadeiro com o outro é um Dom. o Dom da Sabedoria.
Muito obrigada pelo seu carinho e amizade. Estou muito feliz em ter você fazendo parte dessa conquista.
Amigos são verdadeiros frutos que vamos semeando ao longos dos dias.
a conquista é como ostra que encontramos submersas e vamos conservando, e deixando ela com um valor imensuravel.
A amizade é como OURO de longe se vê, é um brilho sem fim...
Obrigado AMIGOS de diversos pontos do BRASIL, MUNDO...
Estou feliz em ter vc a meu lado.
Amigos para sempre é o que nós iremos ser, na primavera ou em qualquer das estações.
Você pode estar longe, muito longe. Mas por te amar sinto você bem pertinho de mim. Pois mora no lado esquerdo do peito:CORAÇÃO...
carinhosamente,
Sandra

Vanna disse...

rsrsrsrs
Querida, vc m fez lembrar d quando uns Britânicos vieram visitar a escola em q trabalho e a diretora nos contou q eles ficaram "encantados" com o fato d os alunos irem a pé p/ escola, entre outras coisas banais. Pensei, tb quando eu for lá ficarei fotografando tudo. rsrs
Bjs, bom fim d semana.

BRANCAMAR disse...

Olá Paula,

Achei a ideia interessantíssima e até ficaram muito lindas as tampas, fotografias muito originais e sabe adoro pessoas que se sentem felizes com o que fazem e riem sózinhas na rua. É óptimo rir sózinho, sem nos importarmos quem esteja a olhar ou qual seja o sítio em que estejemos.

Um beijinho grande para ti.
Branca

poetaeusou . . . disse...

*
amiga
quem tem tampa,
não destampa !
,
conchnhas,
,
*

A.Tapadinhas disse...

Como em duas entradas são diferentes as perspectivas: numa olha os céus, noutra o chão!

Olhar e fotografar o céu é, digamos assim, mais vulgar, porque é sempre espectacular, sempre diferente!

Para fotografar aquilo que pisamos todos os dias sem ligar, e conseguir fazer disso obras de arte, é muito mais difícil!
Vou ter mais cuidado (e estar mais atento)quando pisar o chão!
:)
Abraço,
António

© Piedade Araújo Sol disse...

muito original!

gostei!

beij

O Árabe disse...

... mas resultou em umas fotos bem legais, com certeza! :) Boa semana.

CAIS DO ORIENTE disse...

Paula,
Quando viajamos tudo é válido, até fotografar tampas de bueiros...rs
Faça que seu coração mandar, sempre...
Bjs doces!
Nádia

Vieira Calado disse...

E aí está uma interessante maneira

de ver...

o que os que cá estão...

não vêem!

* Espero que tenha sido agradável

a sua estada.

Beijoca

Mente Hiperativa disse...

O que leva a pessoa a fotografar tampas de esgoto???