segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

O azul do céu



série: Emoção com títuloEsta série foi criada a partir dos nomes de músicas.Não sei colocar títulos no que escrevo
(Títulos retirados do youtube, se tiverem errados podem me avisar)



O azul do céu do lugar onde moras é belíssimo. O céu é amplo. O olhar se perde. Eu te procurava naquela cidade, mas nunca iria te achar,  não sabia como você é. A única referência que tinha era o braço que você usa o relógio. Achei uns quatro homens usando relógio no mesmo braço que você usa. Quatro já era muito para me confundir. Pensei que só acharia um: você. O olhar não te achava. Um passou sorrindo. Quase perguntei o nome dele, mas tive medo de ser você, e você achar que eu estava lhe perseguindo. Estava apenas lhe procurando. Fiquei sentada no banco acompanhando com o olhar aquele rapaz. Faz tempo, não lembro mais o rosto dele. Lembro do andar. Talvez fosse você. Estive em outro momento próximo onde você estava, fui parar naquele lugar por acaso. Não sabia que você estava lá, só no outro dia li uma reportagem no jornal, e você estava lá. O azul do céu me encantou. Poderia estar falando assim do teu sorriso, do teu olhar, mas naquele momento só o azul do céu me acompanhava em todos os lugares.


 
Esta série segue paralela com o outro blog
 

5 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Lindo isso Paula, ter o céu acompanhando o amado. Bjos.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Gostei muito. O azul do céu é belíssimo, mesmo que nao seja aquele onde moramos mas sim o Outro, aquele que pode fazer sentudo na nossa vida e dar razão à existencia. Obrigado pelo pedaço. Gostei muito deste blog. ADicionei. Parabens!

mfc disse...

Um texto poético da procura... uma procura que se deseja termine em sorriso!

Paulo Francisco disse...

Eu adoro falar do céu. O de minha infância é sempre mais azul.
Um beijo

O Sibarita disse...

Eita contista retada meu Deus! kkk

Essa menina vai longe, faço fé!

O Sibarita