quarta-feira, 2 de abril de 2008

Recife, fevereiro 2008


Escrevo sem pensar
Porque acordo
Durante a noite
Com a mão andando só
Mão sonâmbula
Ela fala e briga comigo
Tem voz própria
Autoridade severa sobre mim
É independente
É rápida
Não penso para escrever
Apenas escrevo para pensar
Esse sentimento que não entendo
Essa emoção que me faz chorar

2 comentários:

sergio disse...

Só tenho que te parabenizar pelos profundos sentimentos que sua alma possui... aproveite este dom divino e compartilhe com os amigos... me incluo nesta.. bj amiga

Marcelo Martins disse...

Chamo isso de "psicografia de mim mesmo".
É uma das formas mais agradáveis de escrever,
Onde nascem nossas maiores verdades exatamente porque quem dita é a alma e não o conciente.

Beijinhos.