quarta-feira, 28 de maio de 2008

*
*
*
"Abrindo as portas deste labirinto interior, talveZ possamos deixar fluir nossa
poesia, nosso afeto, nossa dor e fazer construir com as nossas mãos um ser
não perfeito, mas um ser que é."
Edna Lopes - arteterapeuta (Recife)
*
*
*

2 comentários:

Vanna disse...

Quando não nos exigimos demais temos almas mais leve e esta leveza chega aos q estão ao nosso redor pq tb os aceitamos como são.
Bjs, lindo dia.

sergio disse...

Assim como a água que bebemos e flui pelo nosso corpo deve ser o nosso interior, procurando ouví-lo para despertar valores e a felicidade que temos e muitas vezes, encontram-se ocultos! abraço Paula