sexta-feira, 9 de abril de 2010




Todo farol é solitário
Mas tem uma luz
Que guia, orienta
Mostra caminhos

Ser solitário
Não é tão ruim
Se tem a luz das buscas
Quando se desbrava caminhos


foto: Farol de Santa Luzia em Vila Velha-ES

2 comentários:

Memória de Elefante disse...

Paula!

Por mais que se viva junto de quem se ama, por mais que se interaja socialmente, não será possível evitar, lá no fundo, a certeza de ser só.
Ao contrário de um objeto inanimado, o homem tem consciência desse ser que é tudo aquilo que tem vida.
Uma pedra pode sofrer solidão? Não pode, porque não tem consciência de que existe outra pedra.

Pensando bem teu blog é um farol
que brilha ao nosso olhar.

Um beijo

Uelton Gomes disse...

Se solitário é péssimo, a luz que ilumina e orienta é a mesma luz que busca um companheiro para acabar com a tão terrível solidão.

Abraços