terça-feira, 10 de agosto de 2010

Às vezes esse frio congela o coração e a alma por anos, longos e eternos invernos na emoção


É um processo deixar entrar o sol, e tornar verão no coração.

É um despetalar-se, para deixar a primavera na alma florir.

E assim sermos e estarmos inteiro na estação do amor.



(Comentário no blog de Everson 06.08.10)



5 comentários:

Paula Barros disse...

Como disse, é um processo, e nem sempre é fácil. Muito menos para mim.

Fernando Rozano disse...

ainda que se faça inverno, o cinza, a noite, sempre haverá o amanhecer e com ele o sol. meu abraço, Paula.

Memória de Elefante disse...

Paula!

Dissipar a névoa da alma, deixar fluir a emoção, abrir as janelas para uma nova estação.

Como sempre tuas fotos traduzem teu olhar!

Um beijo

Machado de Carlos disse...

As fotos são perfeitas obras de arte. Algumas são lembradas pela música de Vivaldi; As Quatro Estações! Parabéns pela beleza da página!
Obrigado pelas palavras em meu blog, desde já lhe agradeço pela companhia!
Um Grande Abraço!

Uelton Gomes disse...

Não há gelo que resista a calor intenso do amor.

Lindas fotos!

Abraços!