quinta-feira, 2 de setembro de 2010


deita o teu coração no tapete de flores
escuta o canto da tua alma
deixa o colorido da natureza
acalentar os teus sonhos
e que a brisa possa acariciar tua tristeza
e dissipá-la nas nuvens brancas do céu azul
junto a lua de esperança



6 comentários:

PRECIOSA disse...

Lindoooooo, super romantico...
Tudo que quiz dizer é AMOR.

Abraços carinhoso
Preciosa Maria

Manuel Casabranca disse...

Esta lua...
Está convidada para visitar Montemor-o-Novo, 30 Km de Évora.
Tenho na minha Galeria 9ocre uma exposição de gravura de dois alunos da faculdade de Belas artes de Évora, precisamente. E tenho no 1º andar o meu atelier cheio de telas e tintas :)

AC disse...

Vim agradecer os amáveis comentários que deixou na minha caixa de comentários.
Quanto à questão colocada, a verdade é que não tenho qualquer livro publicado. Mas, perdoe-me a imodéstia, já faltou mais para isso.
Estive a ler e... escreve bem, sabia?

Beijo :)

Sinara disse...

lindo, toca no fundo da alma...vc escreve muito bem, parabens!

Uelton Gomes disse...

Olá Paula!

Gostei da foto da lua, ainda nãp conseguir tirar uma assim, tá uçltma vez que tentei foi um desastre.

Abraços

Memória de Elefante disse...

A Primavera está quase chegando e tudo se transforma.É o poderoso ciclo da existência.Nele todos os desastres e toda a beleza têm significados como fases de um processo.

Um beijo