domingo, 5 de setembro de 2010

Um domingo de sentimento de solidão
Sentimento imenso
Assim feito o azul do céu
O azul foi mais intenso
Abafou a solidão



Da série de lâmpadas.
Observando agora ao postar verifiquei que desta vez não quis as lâmpadas sós
Todas estão acompanhadas, do azul do céu, do verde da árvores, ou de outras lâmpadas.
Inconscientemente fiz com que as lâmpadas estivessem acompanhdas.

8 comentários:

Memória de Elefante disse...

Paula!

Tua seqüência de tão belas fotos me levou a pensar:
Não há nada que esteja só; nada pode estar em completa solidão: o que existe necessita de outro para ser.

Um beijo

BRANCAMAR disse...

Belas fotos Paula, gostei imenso da conjugação que fez com os elementos da natureza, de que não prescindiu, inconscientemente.

Beijinhos
Branca

BRANCAMAR disse...

Belas fotos Paula, gostei imenso da conjugação que fez com os elementos da natureza, de que não prescindiu, inconscientemente.

Beijinhos
Branca

BRANCAMAR disse...

Belas fotos Paula, gostei imenso da conjugação que fez com os elementos da natureza, de que não prescindiu, inconscientemente.

Beijinhos
Branca

Multiolhares disse...

lindas fotos, e nesse azul céu os candeeiros ficam lindos
Bj

Vanna disse...

E igualmente lindas.
Bjs, bom feriado.

Uelton Gomes disse...

Olá Paula.

Nossa que céu azul, muito lindo.

Abraços

poetaeusou . . . disse...

*
lampadas,
de anil baleza !
,
suaves brisas,
deixo,
,
*