terça-feira, 3 de janeiro de 2012


Para conhecer pessoas é preciso atravessar pontes.

E são muitas.....


3 comentários:

Benno disse...

às vezes uma ponte separa mais as margens do que as une.
a travessia quando é muito fácil o santo desconfia.
o que dizer das pontes que unem as margens de rios secos?
ainda há aquelas pontes que unem nada a lugar nenhum.
Recife é uma cidade de pontes múltiplas. às vezes elas ligam o mesmos lados, pontes opcionais. O maior enigma é o das sete pontes Könisberg, como passar por sete pontes sem passar duas vezes pelo mesmo lugar. Enfim, as pontes nem sempre são uma solução, as vezes elas são um problema.

poetaeusou . . . disse...

*
Amig
visito-te com amizade,
carinho e respeito !
,
Gostei do Post, parabéns ! !
,
retornei e o meu regresso
tem as asas da boa vaga
esquecendo a onda amarga
tão triste no seu quebrar,
porém, é belo o seu trovar,
ecos fortes e salgados,
de Paz , “standarizada” !
Paz nos meus votos sagrados,
que aqui deixo, bem expresso !
,
conchinhas, muitas, para ti !
*

mfc disse...

Vamos atravessá-las com um sorriso nos lábios!